Dantas deixa seu apartamento no Rio e segue para a PF

O sócio-fundador do banco Opportunity, Daniel Dantas, deixou no início da tarde de hoje o seu apartamento, em Ipanema, após ser preso pela Polícia Federal (PF), na Operação Satiagraha, realizada para investigar esquema de desvio de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro. Os agentes estavam na casa dele desde as 5h30 (de Brasília). Na operação, também foram expedidos mandados de prisão para o ex-prefeito Cesar Pitta e para o investidor Naji Nahas.Advogados do escritório Nélio Machado acompanharam o cumprimento de mandados de busca e apreensão no apartamento do banqueiro e a prisão de Dantas. Ele será levado para a Superintendência da PF no Rio, mas deve ser transferido para São Paulo, onde estão baseadas as investigações. OpportunityAgentes da Polícia Federal analisam, desde o início da manhã de hoje, documentos e computadores do banco Opportunity, no Rio. A PF chegou ao local em cinco carros, com uma equipe de cerca de 20 agentes. O banco funciona no 28º andar de um prédio comercial no centro do Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.