Datagro: compra da Esso pela Cosan trará competição

O presidente da Datagro Consultoria, Plínio Nastari, afirmou que aquisição da Esso pelo Grupo Cosan, anunciada hoje, deve trazer um aumento na competição no mercado de combustíveis, principalmente do álcool hidratado, e ainda incentivar outros grupos sucroalcooleiros a entrarem no setor de distribuição. "Foi um movimento positivo, estratégico e importante feito pela Cosan que, evidentemente, pode ser seguido por outros grupos", disse o consultor.De acordo com Nastari, o mercado de distribuição de combustíveis no Brasil, apesar de concentrado em grandes companhias, tem cerca de 150 empresas na operação. "A aquisição deve elevar o interesse do setor em participar da distribuição, mesmo que em companhias menores", ratificou.De acordo com o consultor, a aquisição de uma companhia distribuidora de combustíveis por um grupo sucroalcooleiro não é inédito no Brasil. No passado a Usina Cidade Gaúcha (Usaciga), do município homônimo paranaense, controlava a Distribuidora Ecológica. "Mas um negócio nessa escala como feito pela Cosan é o primeiro feito no País", disse Nastari.Ainda de acordo com o presidente da Datagro, o fato de a Cosan ter o controle desde a produção do álcool hidratado até a venda ao consumidor final, deve fazer com que o preço do combustível seja mais competitivo em estados como Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e no Distrito Federal. Por questões fiscais, com a alta alíquota de ICMS, e de logística (frete), o preço do álcool hidratado nesses estados não é competitivo com a gasolina para o uso em carros flex. No entanto, com a possível redução na margem que a Cosan poderá ter dentro da cadeia, esses preços podem ser tornar competitivos. "Um posto da Esso, eventualmente, poderá oferecer etanol hidratado por um preço mais compensador do que o da gasolina, o que é ótimo para o consumidor e pode fazer com aumente a competitividade com as outras companhias nessas localidades", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.