Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Datagro reduz projeção de produção de açúcar do CS

A consultoria Datagro reduziu nesta segunda-feira sua estimativa para a produção de açúcar do centro-sul do Brasil em 2011/12 para 30,13 milhões de toneladas, ante a previsão anterior de 30,6 milhões de toneladas feita em setembro.

REUTERS

24 de outubro de 2011 | 12h56

Essa é mais uma das revisões para baixo nos números da safra atual da principal região produtora do Brasil, que responde por cerca de 90 por cento da produção de cana do país.

A colheita de cana no centro-sul, em estágio avançado, ficou bem menor do que se esperava inicialmente, devido a uma combinação de clima adverso e falta de investimentos na substituição dos canaviais envelhecidos, cujos rendimentos caem de forma acentuada após cinco anos.

Mas o presidente da Datagro, Plínio Nastari, disse não esperar outras revisões para baixo nos números desta safra. E ele disse haver pouca esperança de que os rendimentos no terço final da colheita se recuperem ante os obtidos até o momento.

Nastari afirmou que a colheita 2012/13 também deverá começar algumas semanas mais tarde que o normal, e espera que a maioria das usinas espere até o final de abril para começar a moagem novamente.

A maioria das usinas deve fechar em 15 de novembro este ano, apesar de algumas continuarem até, pelo menos, mais um mês.

O analista fez uma forte revisão para baixo de suas estimativas de exportação de açúcar do centro-sul, para 21,1 milhões de toneladas, contra 23,38 milhões de toneladas estimadas anteriormente.

O retorno das chuvas em outubro deve ajudar no desenvolvimento da colheita 2012/13, que irá cair este ano, mas as chuvas também podem causar um leve recuo no teor de açúcar presente na cana que ainda deve ser colhida nesta temporada.

(Reportagem de Reese Ewing)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSDATAGROATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.