Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

David Geffen, bilionário da mídia, quer comprar o ''New York Times''

Apesar de ter falhado em duas tentativas recentes de assumir um papel importante na empresa The New York Times Company, o bilionário David Geffen ainda está seriamente interessado em comprar uma fatia grande da companhia ou de assumir completamente o controle dela, segundo pessoas que conhecem bem o que ele pensa. Mesmo assim, ele está cauteloso para não tomar atitudes que antagonizem a família Sulzberger, que controla o jornal. O plano de Geffen é aguardar preparado, no lugar de apresentar uma nova oferta, por pensar que a família pode eventualmente procurar um comprador se a situação da empresa se deteriorar ainda mais, de acordo com essas pessoas.Geffen e Arthur Sulzberger Jr., presidente do conselho da companhia e publisher do jornal The New York Times, se recusaram a discutir o assunto publicamente. Mas Sulzberger insistiu repetidamente que a família não irá vender a empresa.Há alguns meses, Geffen ofereceu um empréstimo de US$ 250 milhões à New York Times Company, segundo pessoas próximas, mas a empresa preferiu fechar um acordo parecido com o investidor americano Carlos Slim Helú. Pessoas próximas de Geffen sugeriram que Sulzberger preferiu negociar com Slim porque Slim, ao contrário de Geffen, garantiu não ter interesse em assumir o controle da empresa.Semanas atrás, Geffen contatou intermediários sobre a compra de quase 20% da empresa, que pertencem ao fundo de hedge Harbinger Capital Partners. Ele contatou Sulzberger dizendo que não faria a oferta se a família fosse contra ou a visse como uma ameaça, e Sulzberger não se opôs. Geffen fez uma oferta a preço de mercado, de mais de US$ 150 milhões, comparada aos US$ 500 milhões que o Harbinger pagou no começo de 2008. Os intermediários exigiram um ágio, que Geffen se recusou a pagar.

Richard Pérez-Peña e Michael Cieply, THE NEW YORK TIMES, O Estadao de S.Paulo

18 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.