David Neeleman vai assumir a presidência da Azul/Trip

Companhia confirmou ontem a reestruturação em seu quadro de comando, com a saída de executivos

O Estado de S.Paulo

22 de agosto de 2012 | 03h09

A companhia aérea Azul confirmou ontem as mudanças no seu quadro de executivos. O fundador e atual presidente do conselho da empresa, David Neeleman, assumirá também a presidência da companhia em substituição ao executivo Pedro Janot, que será conselheiro da companhia aérea.

A saída de Janot ocorre por problemas de saúde do executivo, segundo o diretor de comunicação, marca e produto da Azul, Gianfranco Beting. "Ele continuará a ter uma função estratégica, mas terá mais tempo para se recuperar", afirmou Beting. Janot sofreu um acidente de cavalo no ano passado e desde então divide sua rotina de presidente da Azul com atividades de fisioterapia.

David Neeleman mora nos Estados Unidos, mas vem para o Brasil toda semana. Ele assumirá o comando da Azul no momento em que a companhia dá os principais passos na integração com a empresa de aviação regional Trip. As duas empresas anunciaram a fusão das operações no dia 28 de maio. "Esse processo exigirá um dispêndio de energia imenso dos executivos. O David assume o comando da empresa para enfrentar o desafio da integração", disse Beting.

A empresa também já definiu quais serão os principais executivos após a conclusão da fusão com a Trip. Neeleman será presidente da nova empresa e terá como vice-presidentes José Mario Caprioli, atual presidente da Trip, e os executivos da Azul John Rodgerson e Trey Urbahn, que hoje são vice-presidentes financeiro e de planejamento da companhia.

Caprioli será o responsável pela parte operacional da nova empresa e também por serviços de atendimento ao consumidor, recursos humanos e relações institucionais.

"Eles serão o cérebro da empresa. Os demais executivos responderão a eles", disse Beting. O novo quadro de executivos passará a valer apenas após a aprovação da fusão de Azul e Trip pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Cortes. Azul e Trip planejam finalizar o processo como uma única empresa e integrar suas diretorias, disse o diretor de comunicação da Azul. "Vamos ter um time só", disse.

A reestruturação já provocou cortes no alto escalão da companhia. Deixaram a empresa ontem dois diretores da Azul - Adalberto Febeliano, de relações institucionais, e Paulo Mesnik, de marketing - e o vice-presidente comercial, Paulo Nascimento. Segundo Beting, outros profissionais "provavelmente" deixarão a empresa assim que a fusão avançar.

Os cortes na diretoria da companhia não vão se repetir na equipe de pilotos e comissários, de acordo com Beting. "As duas companhias estão crescendo. Não está previsto nenhum corte de tripulação. Pelo contrário. A ideia é contratar mais profissionais", disse. / M.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.