Davos aposta na internet para se tornar pop

Site YouTube será usado para transmitir e armazenar as sessões de debate deste ano.

Da BBC Brasil, BBC

23 de janeiro de 2008 | 06h45

Visto por muitos como a reunião anual da "elite" mundial, o Fórum Econômico Mundial, que começa nesta quarta-feira seu encontro anual em Davos, na Suíça, aposta na internet como meio para mudar sua imagem e atingir cada vez mais os "cidadãos comuns".A principal ferramenta dessa abertura deverá ser o YouTube, site da internet que permite a divulgação de vídeos e que será usado para transmitir e armazenar as sessões de debate do fórum deste ano.Antes mesmo da abertura do evento, o canal do Fórum Econômico Mundial no YouTube (http://www.youtube.com/worldeconomicforum) já permite ao internauta assistir a vídeos com os pontos principais das discussões dos últimos dois anos, além de entrevistas e pronunciamentos de membros da organização.Outro canal aberto pelo fórum no Youtube (http://www.youtube.com/thedavosquestion) pediu a contribuição de pessoas comuns de todo o mundo, ao longo de um mês, com vídeos respondendo à questão: "Qual a principal ação que você acha que os países, as companhias ou os indivíduos deveriam tomar para tornar o mundo um lugar melhor em 2008?".Cidadãos comunsOs organizadores selecionaram os melhores vídeos para serem mostrados durante algumas sessões de debates do fórum. Com isso, eles esperam conseguir que os cidadãos comuns participem e influenciem de alguma maneira as discussões em Davos.Os participantes do encontro deste ano também poderão responder diretamente aos questionamentos colocados pelo público em vídeos gravados no centro de conferências de Davos e postados no Youtube.O fórum também abriu uma página na internet chamada The Davos Conversation (http://www.davosconversation.org/) que inclui, além de links para os vídeos dos dois canais do Youtube, blogs e notícias sobre o encontro.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
davoscriseinternetyou tube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.