De la Sota deve surgir como "terceira via" do peronismo

A candidatura à Presidência da Argentina do governador de Córdoba, José Manuel de la Sota, deverá aparecer no cenário político argentino como a "terceira via" do peronismo, contra a dolarização e as "relações carnais" com os Estados Unidos, defendidos por Carlos Menem. De la Sota defenderá o peso e o caminho do meio para evitar o isolamento internacional do país, com uma posição mais regional, pró-Mercosul.O governador anunciará sua candidatura ainda nesta semana, sem atos espetaculares, como disse uma fonte próxima à De la Sota, mas de forma contundente para ocupar o espaço deixado pela renúncia de Carlos Reutemann. De la Sota quer apresentar-se como a alternativa moderada do Partido Justicialista para o consenso partidário, já que Carlos Menem não tem maioria peronista e ampla rejeição do eleitorado.Leia o especial

Agencia Estado,

16 de julho de 2002 | 10h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.