Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Década pode terminar sem acordo na OMC, diz Cebri

O diretor executivo do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), Mário Marcolini, alertou para o risco desta década acabar sem acordo na Organização Mundial do Comércio (OMC). Marcolini afirmou que o prazo da rodada de Doha da OMC, que vai até 2005, pode não ser cumprido "simplesmente porque a Europa dá prioridade para o seu calendário de só rever a política agrícola em 2007". A questão dos subsídios agrícolas é uma das principais na atual rodada da OMC. Marcolini lembrou também que em 2008, ano seguinte ao da revisão da política agrícola européia, será um ano eleitoral nos Estados Unidos."Então a década pode acabar sem acordo na OMC e com cada vez mais regras de origem, cada vez mais confusão no comércio internacional", disse Marcolini, que foi Secretário de Comércio Exterior brasileiro. De acordo com o especialista, as regras de origem são mecanismos que não são transparentes, são muito perigosos e precisam ser melhor estudados. Marcolini participa da Conferência Brasil na Arquitetura Comercial Global, promovida pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pela Fundação Konrad Adenauer, na Associação Comercial de Rio de Janeiro (ACRJ).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.