Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Decepção com EUA leva Ibovespa à maior queda em 10 semanas

Um indicador abaixo das expectativas manchou as esperanças de recuperação consistente da economia norte-americana, ampliando os argumentos dos investidores para realizar lucro pelo terceiro dia na Bovespa.

ALUÍSIO ALVES, REUTERS

13 de maio de 2009 | 17h58

Arrastado por perdas em 62 das 65 ações da carteira, o Ibovespa afundou 3,27 por cento, para 48.679 pontos, na maior queda diária desde 2 de março. O giro financeiro da sessão bateu nos 5 bilhões de reais.

Atrás de motivos que justificassem continuar embolsando os ganhos acumulados pelas ações nas últimas dez semanas, o investidor encontrou o que queria quando o Departamento de Comércio dos Estados Unidos informou pela manhã que as vendas no varejo no país caíram 0,4 por cento em abril, quando analistas esperavam por estabilidade.

"O mercado tinha gordura para queimar, depois de várias semanas em alta", disse Hamilton Moreira, analista senior do BB Investimentos. "O dado de hoje veio ruim, mas não muda muito o panorama do mercado", acrescentou.

Em Wall Street, os principais índices acionários exibiram quedas entre 2 e 3 por cento.

Na bolsa paulista, explicou Moreira, a volatilidade foi potencializada pela briga entre comprados e vendidos pela formação de preços dos contratos opções, que tem vencimento na próxima segunda-feira.

Assim, as blue chips foram as que mais pesaram sobre o Ibovespa. A ação preferencial da Petrobras caiu 2,7 por cento, a 31,48 reais, mesmo num dia de alta do petróleo e de um relatório emitido pelo JP Morgan recomendando entusiasticamente a compra dos papéis da companhia.

A preferencial da Vale foi além, encolhendo 3,6 por cento, para 31,10 reais, arrastando consigo o setor de siderurgia. Em destaque, Gerdau desabou 6 por cento, valendo 16,86 reais.

Setores que vinham liderando os ganhos do Ibovespa nas últimas semanas, como as imobiliárias e as companhias de papel e celulose, foram de novo fortemente atingidas. Aracruz despencou 9,6 por cento, para 3,03 reais. Cyrela perdeu 6,7 por cento, para 13,01 reais.

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHAFINAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.