Decidiremos em breve compra ou não do BRB, diz Lima Neto

Presidente do BB limitou-se a dizer que o banco continua negociando com o governo do Distrito Federal

Adriana Fernandes e Fabio Graner, da Agência Estado

09 de janeiro de 2009 | 14h00

O presidente do  Banco do Brasil (BB), Antonio Lima Neto, afirmou nesta sexta-feira, 9,  que a instituição vai decidir se vai levar adiante ou não a proposta de compra do Banco Regional de Brasília (BRB). Ele limitou-se a dizer que o BB continua negociando com o governo do Distrito Federal, que é controlador da instituição, e que os dois lados estão avaliando o negócio.   Nesta sexta, o BB anunciou  a assinatura de um acordo para comprar o equivalente a 49,99% do capital votante do Banco Votorantim e 50% do capital social total da instituição. Pelo desenho da operação, o controle do Votorantim continuará nas mãos do conglomerado do empresário Antônio Ermírio de Moraes. O BB irá adquirir ações ON do banco por R$ 3 bilhões e ações PN por R$ 1,2 bilhão, segundo fato relevante.   Antes disso, haverá uma distribuição de dividendos para a Votorantim Finanças, também do Grupo Votorantim, no valor de R$ 750 milhões. Assim, de uma operação financeira total de R$ 4,95 bilhões, o desembolso do BB será de R$ 4,2 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
BBVotorantim

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.