Nilton Cardin
Nilton Cardin

Estudos da ANTT pode tornar pedágio mais barato na Dutra

Agência Nacional de Transportes Terrestres discute alternativas de cobrança para todos os usuários que passam pela via, o que poderia baratear tarifa

Luciana Collet, O Estado de S.Paulo

07 Julho 2017 | 13h53

SÃO PAULO - A nova concessão da Rodovia Presidente Dutra pretende capturar o pagamento de pedágio por um número maior de usuários. Para isso, a ideia em estudo no governo é segregar a rodovia em relação às cidades pelas quais atravessa. "Hoje somente 15% dos usuários da Dutra pagam tarifa de pedágio, a ideia é que façamos da Dutra uma rodovia em que o usuário que a utilize pague por isso", disse o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Bastos. "Teremos uma tarifa menor e mais justa, já que todo mundo que usar vai pagar", completou.

Para isso, explicou o diretor, o novo concessionário teria de realizar obras de segregação da rodovia, com a construção de marginais e passarelas, para que o tráfego local não interfira nos percursos de longa distância, que possivelmente seriam cobrados pelo quilômetro rodado. "A Dutra liga dois grandes centros, queremos fazer dessa rodovia uma rodovia de excelência".

++ PRF reduz patrulhamento e motoristas já veem estradas sem fiscalização

A atual concessão da Dutra se encerra em 2021, mas Bastos reiterou que os estudos governamentais estão sendo feitos para que a relicitação possa ocorrer no ano que vem. O diretor da ANTT participou de evento sobre concessões rodoviárias que se realiza hoje em São Paulo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.