Decisão do BC tem efeito limitado sobre mercado cambial

A decisão do Banco Central de comprar dólares no mercado anunciada hoje teve efeito limitado. A moeda norte-americana chegou ao patamar de R$ 2,7610, a máxima do dia, em alta de 0,62% em relação aos últimos negócios de ontem, pouco depois do anúncio. Contudo, ainda no período da manhã, as cotações do dólar recuaram. Clique aqui para acompanhar a cotação do dólar. A decisão do BC sinaliza uma redução do volume de dólares no mercado, o que leva os investidores que precisam de hedge (proteção) em moeda norte-americana a antecipar suas compras. Em um primeiro momento, foi isso o que aconteceu. Porém, depois de analisados os números anunciados pelo BC, os investidores ponderaram que o total de dólares a ser comprado pelo BC não traria impacto para o volume de moeda norte-americana negociado diariamente, o que não justificaria o aumento da demanda por dólares. A necessidade do Tesouro é de US$ 2,998 bilhões, sendo que US$ 566 milhões já foram adquiridos no mercado, até o final de outubro. Assim, o Tesouro poderá comprar de novembro deste ano, até junho de 2005, um total US$ 2,432 bilhões. Os investidores avaliaram ainda que a compra de dólares por parte do Tesouro já vinha ocorrendo e, portanto, a eventual presença do Tesouro nas negociações do mercado cambial já teria o peso que merece no valor das cotações. Aplausos e críticas O mercado concluiu então que, na prática, a única novidade do anúncio de hoje é que o Banco Central resolveu oficializar uma situação que já ocorria. E isso está sendo visto por alguns como uma tentativa de atuar nas expectativas. Alguns aplaudem, outros fazem críticas. Os mais críticos argumentam que o dólar baixo contribui para estimativas menos pessimistas para a inflação e, portanto, para uma taxa de juros mais baixa. Eles dizem que o saldo da balança comercial do ano está garantida e que, portanto, elevar o dólar agora não é uma urgência sob o aspecto do comércio exterior. Outros profissionais consideraram que, se não for capaz de elevar o dólar, o anúncio do BC pode, pelo menos, evitar quedas mais fortes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.