Decisão pode causar rebaixamento do rating de bancos

Uma eventual decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a favor de que os bancos indenizem correntistas por perdas em contas de poupança ocorridas na vigência de vários planos econômicos criados para combater a inflação nas décadas de 80 e 90 poderá levar a Fitch a revisar os ratings dos maiores bancos brasileiros, dependendo do impacto do veredicto e da força financeira de cada instituição, afirmou ontem a agência de classificação de risco.

O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2014 | 02h05

De acordo com a Fitch, uma decisão negativa do Supremo Tribunal Federal poderá ter impacto maior nos dois maiores bancos federais (Banco do Brasil e Caixa) e nos três maiores bancos comerciais do setor privado (Bradesco, Itaú Unibanco e Santander).

"Bancos médios e pequenos não são afetados pela decisão, dada sua participação limitada na administração de contas de poupança durante a implementação desses planos econômicos", disse a agência.

Na quarta-feira, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu a favor dos poupadores, numa decisão que tem implicações negativas para os grandes bancos do Brasil, de acordo com a Fitch. Mais especificamente, o STJ decidiu que poupadores supostamente prejudicados na vigência do Plano Verão terão direito ao recebimento de juros de mora referentes ao período em que os processos foram abertos. / SERGIO CALDAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.