Decisão sobre desoneração sai em uma semana, diz CNI

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, afirmou nesta quinta-feira, 22, que a presidente Dilma Rousseff se comprometeu com empresários a dar uma posição sobre a desoneração da folha de pagamentos em até uma semana. Segundo ele, a presidente irá informar aos empresários se a política será ou não permanente. "Não houve compromisso de que novos setores seriam contemplados", afirmou. "Mas nossa demanda é de que novos setores sejam contemplados".

LAÍS ALEGRETTI E NILVADO SOUZA, Agencia Estado

22 de maio de 2014 | 21h13

Depois da reunião de Dilma Rousseff com representantes de 36 áreas da indústria, alguns dos empresários deram entrevista à imprensa, no Palácio do Planalto. Nenhum dos representantes do governo federal, entretanto, participou da entrevista. Além da presidente, participaram os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges.

Apesar da expectativa em relação a um posicionamento sobre a permanência da política de desoneração da folha de pagamentos, a presidente Dilma Rousseff já disse em dezembro do ano passado que a desoneração da folha seria uma política permanente do governo federal. "Diante da crise, os governos são levados a fazer coisas que não fazem em tempos normais. E uma política anticíclica foi praticada no Brasil. Tem uma parte dela que vai ser permanente, por exemplo a questão da desoneração sobre folha de pagamento", afirmou na ocasião.

Tudo o que sabemos sobre:
CNIDilmadesoneração folha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.