Decisão sobre poupança é do Congresso, afirma Meirelles

Presidente do Banco Central sinaliza ser favorável à cobrança no atual cenário de juros reais menores

Célia Froufe, enviada especial, Agência Estado

30 de setembro de 2009 | 13h40

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou que a decisão a respeito da taxação de Imposto de Renda sobre a poupança deve ser tratada no âmbito do Legislativo. "A decisão é do Congresso, não cabe ao Banco Central", afirmou Meirelles à Agência Estado e ao jornal 'O Globo', enquanto se dirigia à sua residência em Goiânia.

 

Veja também:

linkGoverno adia envio de projeto para taxar poupança 

 

Meirelles evitou entrar na discussão a respeito da possibilidade de taxação da poupança. Disse que não está acompanhando o assunto de perto, mas sinalizou ser a favor da cobrança: "O importante é que a economia está-se estabilizando e, com isso, os juros reais estão menores. Mudanças precisam ser feitas visando às novas características do País."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.