finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Decisões judiciais envolvendo BR Telecom e CRT

A segunda semana de 2001 continuará trazendo desdobramentos relacionados à batalha judicial envolvendo a Brasil Telecom e a Companhia Riograndense de Telecomunicações (CRT). A Bovespa informou na manhã de ontem que promoveu mudanças nas formas de negociação das ações da Brasil Telecom. Isso porque os efeitos da incorporação da CRT ainda continuam sendo discutidos em juízo.A partir desta segunda-feira, as ações da BR Telecom passam a ser assim negociadas e identificadas da seguinte forma: ON e PN ANT (TEPR 3 e 4, ações componentes do capital social da BRASIL TELEC, antes da incorporação da CRT) e ON e PN CRT (TEPR 11 e 12, ações advindas do processo de incorporação da CRT). Na noite de sexta-feira, uma liminar da juíza presidente da 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região suspendeu a decisão de sustar a incorporação da CRT pela Brasil Telecom, ocorrida em 28 de dezembro. A decisão vai contra a ação civil pública movida pelos acionistas minoritários da CRT. A Anaatelcom, organização que representa minoritários de telecomunicações, alega que houve a subavaliação do patrimônio da CRT e a falta de transparência no processo de incorporação.

Agencia Estado,

09 de janeiro de 2001 | 18h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.