Declaração de Isento provoca filas em SP

O prédio do Ministério da Fazenda em São Paulo amanheceu hoje com uma imensa fila formada por pessoas que buscavam entregar suas declarações de isento do imposto de renda. Hoje é o último dia de entrega da declaração, o que provocou a imensa procura de centenas de pessoas ao prédio do Ministério. A empregada doméstica Elaine Cristina Messias, 22 anos, era uma das pessoas que formava a fila e justificou a postergação da entrega do documento para o último dia "por ser brasileira" e deixar tudo para a última hora. "Eu sabia que deveria ter declarado antes, mas fui deixando de lado e agora tenho que encarar essa fila", afirmou. "Tomei um susto quando cheguei", completou. Segundo a Receita Federal, devem efetuar a declaração de isento todas as pessoas que possuem CPF, exceto quem estava obrigado a entregar a declaração de ajuste anual de 2001 (tendo ou entregue ou não); quem se inscreveu no CPF em 2001; o cônjuge que declarou em conjunto; e a pessoa que já fez a declaração de rendimentos convencional no início do ano.Além dos postos da Receita Federal e do Ministério da Fazenda, recebem as declarações de isento as casas lotéricas, com taxa de R$ 0,60; e as agências dos Correios, com taxa de R$ 2,00 para a declaração registrada e R$ 0,50 para quem possui cartão do CPF com tarja magnética.A declaração de isento também poderá ser feita ainda hoje pelo site da Receita Federal na Internet (www.receita.fazenda.gov.br), e pelo telefone 0300-780300, ao custo de R$ 0,27 o minuto para telefones fixos e R$ 0,50 o minuto para celular. Os funcionários da Receita em São Paulo admitiram, no entanto, que há um excesso de procura dos declarantes, resultando congestionamento da linha telefônica e do próprio site.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.