Declarações retidas na malha fina caem 35,7% em 2007

Segundo números divulgados pela Receita, 479.712 declarações do Imposto de Renda ficaram retidas

Agência Brasil,

10 de dezembro de 2007 | 12h46

A Receita Federal informou nesta segunda-feira, 10, que 479.712 declarações do Imposto de Renda caíram na malha fina em 2007, uma queda de 35,7% em relação ao ano passado, quando 746.035 ficaram retidas por irregularidades ou erros de preenchimento. Veja também:Consulta ao 7º lote de restituição do IR já está disponível Segundo o superintendente nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir, 151.619 declarações foram retidas por omissão de rendimentos. "Não informaram à Receita Federal rendimentos recebidos de pessoas jurídicas, como aluguéis recebidos de imobiliárias". Além disso, caíram na malha 45.189 declarações por problemas com documentação, 17.310 por divergência de fonte pagadora, 50.409 por irregularidade em despesas médicas, 21.236 de contribuintes que tiveram imposto recolhido mas as empresas não repassaram para a Receita e 93.275 por outras situações. Adir reafirmou que os contribuintes que estão na malha fina têm até cinco anos para retificar a declaração. Ele lembrou, porém, que se não fizerem isso antes e chegarem a ser notificados pela Receita, estão sujeitos a multa de 75% sobre o imposto devido, mais a correção pela taxa básica de juros do País, a Selic (atualmente em 11,25% ao ano).  Nesta segunda, a Receita divulgou a consulta ao último lote de restituição do Imposto de Renda, cujos valores estarão disponíveis para saque na próxima segunda-feira, 17.

Tudo o que sabemos sobre:
ReceitaIR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.