Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Decreto com acordo automotivo entre Brasil e México é publicado no Diário Oficial

Acordo automotivo entre os dois países valerá pelos próximos quatro anos, com a manutenção do sistema de cotas de importação

Luci Ribeiro, O Estado de S. Paulo

19 de março de 2015 | 09h23

O Diário Oficial da União desta quinta-feira, 19, traz o Decreto 8.419, que trata da execução do acordo firmado entre Brasil e México em comércio automotivo e que terá vigência até 2019.

Renovado no início do mês em evento no Rio de Janeiro, o acordo automotivo entre os dois países valerá pelos próximos quatro anos, com a manutenção do sistema de cotas de importação. Após intensa negociação, o governo brasileiro conseguiu evitar a adoção do livre comércio já neste ano. Na renovação do acordo, o livre comércio ficou previsto para entrar em vigor apenas em 19 de março de 2019.

Pelo acordo, a cota inicial será de US$ 1,5 bilhão por 12 meses. O que exceder a cota será taxado com alíquota de 35% de Imposto de Importação. A cota sofrerá reajuste anual de 3% a partir de março de 2016. Com isso, passará para US$ 1,6 bilhão (2016-2017); depois para US$ 1,6 bilhão (2017-2018); e, por fim, para US$ 1,7 bilhão (2018- 2019). O valor que estava em vigor era de US$ 1,6 bilhão.

Clique aqui e veja a íntegra do decreto.

Tudo o que sabemos sobre:
brasilméxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.