finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Decreto formaliza corte de R$ 1,6 bi nas despesas orçamentárias

Decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e publicado nesta sexta-feira no Diário Oficial da União define a nova programação orçamentária e financeira do governo federal até o final deste ano. Neste decreto, o governo formaliza o corte de R$ 1,6 bilhão nas despesas orçamentárias que tinha anunciado quando enviou ao Congresso Nacional, em setembro último, a avaliação das receitas e despesas relativas ao quarto bimestre. No entanto, o decreto não compensa o gasto adicional líquido de R$ 1,3 bilhão autorizado na medida provisória 324, de 04 de outubro deste ano. Fonte credenciada do Ministério do Planejamento informou que o relatório de avaliação das despesas e receitas do quinto bimestre e o próximo decreto de programação orçamentária e financeira, que sairão em novembro, incluirão a compensação dos gastos autorizados pela MP 324.

Agencia Estado,

06 de outubro de 2006 | 18h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.