Defasagem de preço da gasolina continua, diz Dilma

A ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff afirmou hoje que o reajuste dos combustíveis anunciado na segunda-feira não é suficiente para acabar com a defasagem de preços da Petrobras. No entanto, ela garantiu que não haverá novos reajustes até o fim do ano.Os combustíveis tiveram um aumento de até 10,8% a partir de hoje, mas técnicos do setor estimam que os preços no Brasil ainda estejam 20% mais baixos do que os cobrados no mercado internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.