Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Déficit comercial dos EUA aumenta para US$ 27 bi em junho

Exportações registraram a maior alta em um ano em junho, subindo 2%, diante da alta de 2,3% nas importações

Nathália Ferreira, da Agência Estado,

12 de agosto de 2009 | 10h02

O déficit comercial dos EUA aumentou em junho, uma vez que o aumento da conta de importações de petróleo ofuscou os ganhos nas exportações de suprimentos industriais e bens de capital. O déficit da balança comercial norte-americana foi de US$ 27,01 bilhões em junho, de saldo negativo revisado de US$ 25,97 bilhões em maio, informou o Departamento de Comércio.

 

Veja também:

especialESPECIAL: Dólar, o fim de uma era?

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise  

 

O dado original de maio mostrava déficit de US$ 25,96 bilhões e economistas esperavam saldo negativo de US$ 28,7 bilhões em junho.

 

O déficit comercial ajustado pela inflação diminuiu para seu menor nível desde o final de 1999, em US$ 35,95 bilhões em junho, de US$ 36,27 bilhões em maio.

 

As exportações registraram a maior alta em um ano em junho, subindo 2% para US$ 125,78 bilhões, de US$ 123,36 bilhões. As importações aumentaram 2,3%, para US$ 152,79 bilhões, de US$ 149,32 bilhões.

 

A conta das importações de petróleo saltou para US$ 16,59 bilhões em junho, de US$ 13,41 bilhões no mês anterior, por conta do aumento dos preços da commodity. O preço médio do barril de petróleo subiu US$ 7,96 para US$ 59,17. O volume de importações de petróleo aumentou para 280,42 milhões de barris, de 261,89 milhões de barris.

 

Os EUA pagaram US$ 22,42 bilhões por todos os tipos de importações relacionadas à energia, contra US$ 17,70 bilhões em maio. As importações de suprimentos industriais aumentaram US$ 3,88 bilhões em junho, enquanto que as exportações de suprimentos industriais cresceram US$ 1,16 bilhão. As vendas de bens de capital subiram US$ 441 milhões no período.

 

Déficit comerciam com China atinge maior nível desde janeiro

O déficit comercial dos EUA com a China aumentou em junho para seu maior nível desde janeiro, para US$ 18,43 bilhões, de US$ 17,48 bilhões no mês anterior. As exportações para a China cresceram US$ 301 milhões.

 

O déficit comercial com o Japão aumentou para US$ 3,70 bilhões em junho, de US$ 1,91 bilhão,

enquanto que o déficit comercial com a zona do euro atingiu US$ 4,07 bilhões, de US$ 2,1 bilhões

em maio. O déficit comercial com o Canadá subiu para US$ 1,6 bilhão, de US$ 540 milhões.

 

Já o déficit comercial com o México diminuiu para US$ 3,43 bilhões, de US$ 3,94 bilhões. As

informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.