Déficit comercial dos EUA bate recorde em janeiro

O déficit dos Estados Unidos em seu comércio exterior de bens e serviços aumentou 5,3% em janeiro passado, chegando ao número mensal sem precedentes de US$ 68,5 bilhões, informou, nesta quinta-feira, o governo norte-americano. O Departamento de Comércio indicou que tanto as exportações como as importações atingiram recordes no período.Em janeiro, as importações subiram 3,5% e chegaram a US$ 182,9 bilhões, impulsionadas principalmente pelas compras de bens de consumo, veículos automotores, equipamentos de escritórios e provisões industriais, uma categoria que inclui o petróleo. As exportações subiram 2,5% em janeiro, para US$ 114,4 bilhões. A maioria dos analistas esperava que o déficit ficasse em US$ 66,4 bilhões.Em todo o ano 2005, o país registrou um déficit comercial de US$ 723 bilhões. Maior demandaOs dados mostram uma demanda maior de bens baratos procedentes de países como a China, que no ano passado foi responsável por mais de 25% do déficit dos Estados Unidos no comércio de bens.O crescente desequilíbrio da balança comercial americana é um dos sinais de que a economia dos estados Unidos cresce a um ritmo mais rápido que outros países.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.