finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Déficit comercial dos EUA cai a US$ 56,4 bi em setembro

Déficit com a China cresceu 9,6%, enquanto o saldo negativo com os países da zona do euro subiu 28,8%

Cynthia Decloedt e Marcílio Souza, da Agência Estado,

13 de novembro de 2008 | 12h41

O déficit da balança comercial dos Estados Unidos caiu 4,4% em setembro para US$ 56,47 bilhões em relação ao déficit de US$ 59,08 bilhões registrado em agosto, informou nesta quinta-feira, 13, o Departamento do Comércio norte-americano. O número de agosto foi revisado de US$ 59,14 bilhões. O déficit foi também menor do que o déficit previsto pelos economistas, de US$ 57,30 bilhões. No período, as exportações caíram para US$ 155,40 bilhões e as importações recuaram para US$ 211,87 bilhões.  Veja também:De olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Entre os países, o déficit comercial dos EUA com a China cresceu 9,6% em setembro na comparação com agosto, passando de US$ 25,33 bilhões para US$ 27,77 bilhões. O déficit com o Japão aumentou 17%, de US$ 4,77 bilhões para US$ 5,59 bilhões.  Com os 15 países europeus da zona do euro, o déficit dos EUA somou US$ 5,99 bilhões em setembro, 28,8% a mais do que o montante de US$ 4,65 bilhões registrado em agosto. Com o Canadá, o déficit passou de US$ 7,54 bilhões para US$ 7,78 bilhões, o que representa uma alta de 3,18%. Já com o México, o déficit comercial diminuiu para US$ 4,94 bilhões, 16% a menos que o de US$ 5,88 bilhões de agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.