Déficit comercial dos EUA cai para U$$ 40,32 bilhões

O déficit comercial dos Estados Unidos foi reduzido inesperadamente em fevereiro, em consequência da queda nas importações de bens, como computadores. O nível das exportações cresceu, especialmente de aeronaves civis e máquinas industriais. Segundo o Departamento do Comércio, o déficit comercial caiu a US$ 40,32 bilhões em fevereiro, de US$ 41,23 bilhões em janeiro. O déficit ficou abaixo das estimativas dos economistas de US$ 42,3 bilhões. O dado de janeiro foi revisado em alta, de US$ 41,11 bilhões estimado anteriormente.As exportações subiram 0,5% em fevereiro, para US$ 82,45 bilhões; as importações caíram 0,4%, para US$ 122,77 bilhões. As exportações foram alavancadas por aumento de US$ 1,13 bilhão na demanda por bens de capital como aeronaves e máquinas industriais. As encomendas de aeronaves civis cresceram US$ 1,10 bilhão. No lado das importações, o aumento na entrada de petróleo foi mais do que zerado pela queda de US$ 1,04 bilhão nas importações de bens de capital como computadores e aeronaves civis. As importações de petróleo subiram a US$ 8,83 bilhões de fevereiro, de US$ 8,67 bilhões em janeiro. O total das importações de produtos relacionados ao petróleo caiu para US$ 10 bilhões em fevereiro, de US$ 10,18 bilhões em janeiro. O déficit comercial com a União Européia caiu a US$ 6,10 bilhões em fevereiro, de US$ 6,50 bilhões em janeiro. O déficit com o Japão subiu a US$ 5,31 bilhões, de US$ 5,22 bilhões em janeiro. O déficit com a China recuou a US$ 7,57 bilhões em fevereiro, de US$ 9,42 bilhões em janeiro. O déficit com o Brasil caiu a US$ 516 milhões em fevereiro, de US$ 584 milhões em janeiro. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.