coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Déficit comercial dos EUA diminui em agosto

O déficit comercial dos EstadosUnidos recuou mais que o esperado em agosto e ficou em 57,6bilhões de dólares, mostrou relatório do Departamento deComércio nesta quinta-feira. O desempenho foi influenciado pela queda do dólar e pelocrescimento econômico de outros países, que incentivaram asexportações. Analistas de Wall Street esperavam que o déficit em agostoficasse em 59 bilhões de dólares, pouco abaixo do valorinicialmente informado de julho, de 59,25 bilhões de dólares.Após revisão, o resultado de julho ficou em 59 bilhões dedólares. O déficit comercial poderia ter caído ainda mais não fosseos recordes atingidos pelo petróleo. O saldo negativo dabalança excluindo o petróleo totalizou 40,2 bilhões de dólares--o menor desde maio de 2004. Em contrapartida, o déficit de24,3 bilhões de dólares na balança de petróleo foi o maiordesde agosto de 2006. Esse dados e o relatório sobre os pedidos deauxílio-desemprego --que diminuíram na semana passada--mostraram sinais de força da economia norte-americana, eajudaram a provocar a queda dos preços dos bônus governamentaisno começo da manhã desta quinta. Keith Hembre, economista-chefe da FAF Advisors, disse que odado de comércio de agosto, se repetido em setembro, podeacrescentar 1 por cento ao crescimento norte-americano noterceiro trimestre, "trazendo-o para cerca de 3 por cento". As exportações norte-americanas subiram para 138,3 bilhõesde dólares em agosto. As importações, por sua vez, totalizaram195,9 bilhões de dólares no período. (Por Doug Palmer)

REUTERS

11 de outubro de 2007 | 10h42

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUABALANCAATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.