Shannon Stapleton/Reuters
Shannon Stapleton/Reuters

Taxa de desemprego nos EUA fica abaixo de 5% pela primeira vez desde 2008

Economia norte-americana criou 151 mil empregos em janeiro, número abaixo do previsto, mas teve melhora nos indicadores de salário e horas trabalhada

O Estado de S. Paulo

05 Fevereiro 2016 | 11h53

WASHINGTON - A taxa de desemprego nos EUA caiu abaixo do patamar psicologicamente importante de 5% em janeiro, para 4,9%, o nível mais baixo desde fevereiro de 2008. A previsão dos analistas consultados pela Dow Jones Newswires era de que a taxa permanecesse em 5%.

Uma medida mais ampla do desemprego - que inclui os norte-americanos com trabalho de período parcial ou desanimados para procurar emprego - continuou em 9,9%, onde está desde novembro.

A economia dos EUA criou 151 mil empregos no mês passado, resultado abaixo da previsão dos analistas, que esperavam 185 mil novas vagas. As revisões nos números de novembro e dezembro também mostraram que foram criados 2 mil empregos a menos do que o calculado inicialmente. O dado de dezembro passou de 292 mil para 262 mil e o de novembro foi de 252 mil para 280 mil.

Já o salário médio por hora trabalhada aumentou US$ 0,12, ou 0,47% na comparação de janeiro com dezembro, para US$ 25,39. Em relação a janeiro do ano passado o salário subiu 2,5%. O número de horas trabalhadas por semana, por sua vez, subiu de 34,5 para 34,6 horas.

"Pode não parecer muito, mas somando os quase 150 milhões de trabalhadores, um aumento de 6 minutos por semana é o equivalente a cerca de 400 mil postos de trabalho em tempo integral", disseram, em nota, analistas do banco BBH. 

Para o banco, o aumento nos salários deverá se refletir no consumo, o que pode ser verificado já na próxima semana, quando sai o relatório de vendas no varejo.

(Com informações da Dow Jones Newswires)

Mais conteúdo sobre:
Estados Unidos emprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.