Déficit da Previdência subiu 65% em um ano

O déficit da Previdência Social cresceu 65,6% em janeiro, segundo dados divulgados hoje pelo Tesouro Nacional. O déficit subiu de R$ 640 milhões em janeiro do ano passado para R$ 1,060 bilhão em janeiro deste ano. Segundo os dados do Tesouro, enquanto a arrecadação líquida da Previdência aumentou R$ 477,7 milhões, a despesa com benefícios teve uma elevação de R$ 897,9 milhões. Essa elevação refletiu o crescimento da quantidade de benefícios pagos e também o aumento dos seus valores médios decorrente dos reajustes concedidos a partir de abril do ano passado. As despesas totais do Tesouro em janeiro tiveram um crescimento de R$ 2 bilhões em relação a janeiro do ano passado, o equivalente a 19%. Esse aumento se deve, principalmente, ao incremento de R$ 1,5 bilhão dos gastos com pessoal e encargos. O aumento dos gastos com pessoal foi impulsionado pelo realinhamento salarial e reestruturação de carreiras estratégicas do funcionalismo público ocorridos ao longo de 2001 e do pagamentos em janeiro da segunda parcela do passivo do adicional de tempo de serviço devido aos servidores celetistas que passaram a ser regidos pelo Regime Jurídico Único (RJU).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.