Déficit do INSS cresce 30,1% em abril na comparação com março

O secretário de Previdência Social, Helmuth Schwarzer, do Ministério da Previdência, informou hoje que o déficit do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) atingiu em abril R$ 1,946 bilhão, ante R$ 1,641 bilhão registrado em abril do ano passado. Em relação a março deste ano, quando o déficit foi de R$ 1,496 bilhão, o déficit de abril aumentou em 30,1%. No quadrimestre, as contas do INSS já estão no vermelho em R$ 8,487 bilhões, o que representa um aumento de 33% em relação ao resultado acumulado de janeiro de 2003 a abril de 2003.Parte desse resultado deveu-se, segundo o secretário, ao aumento dos gastos com benefícios previdenciários, que passaram de R$ 31,321 bilhões no ano passado para R$ 35,966 bilhões neste ano. Schwarzer explicou que, no início de 2003, os benefícios estavam depreciados por causa da inflação elevada.O secretário argumentou que a Previdência Social já está sentindo os impactos positivos do mercado de trabalho, que vem apresentando crescimento do emprego formal. A arrecadação, por exemplo, que alcançou R$ 7,3 bilhões em abril, é o melhor resultado dos últimos dois anos, à exceção dos meses de dezembro, quando as empresas pagam a mais por causa do 13º salário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.