Déficit dos governos da zona do euro sobe a 2,7% do PIB

O déficit do governo e público na zona do euro ampliou-se em 2003 em relação ao ano anterior, segundo dados divulgados pela agência de estatísticas européia, Eurostat. O déficit dos governos da zona do euro subiu para 2,7% do PIB em 2003, de 2,3% do PIB em 2002. O déficit público avançou para 70,4% do PIB em 2003, de 69,2% em 2002. Em 2003, 11 países viram seu déficit crescer. A França encerrou o ano com déficit de 4,1% do PIB, superando pelo segundo ano consecutivo o limite de 3% estabelecido pelo pacto de estabilidade e crescimento da União Européia. O déficit da Alemanha foi o segundo pior na região, a 3,9% do PIB do país. Seis países da zona do euro registraram déficit público superior a 60% do PIB estabelecido pelas regras da União Européia. O déficit da Itália foi o pior, a 106,2%, seguido pela Grécia, a 102,4%. Bélgica, Áustria, Alemanha e França também registraram déficit superior aos 60%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

16 Março 2004 | 11h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.