Déficit em conta corrente da zona do euro em agosto é o maior em 13 meses

Diminuição dos superávits no comércio de bens e serviços ampliou déficit de € 4,1 bi para € 7,5 bi 

Danielle Chaves e Hélio Barboza, da Agência Estado,

19 de outubro de 2010 | 08h34

O déficit em conta corrente da zona do euro atingiu o nível mais alto em 13 meses em agosto, à medida que os superávits no comércio de bens e serviços diminuíram, de acordo com dados do Banco Central Europeu (BCE). O déficit aumentou para € 7,5 bilhões (US$ 10,4 bilhões), de € 4,1 bilhões em dado revisado de julho.

Esse foi o maior déficit em conta corrente desde os € 7,5 bilhões registrado em setembro de 2009. Os dados são ajustados para efeitos sazonais e levam em conta o número de dias úteis em cada mês.

O superávit no comércio de bens diminuiu para € 900 milhões em agosto, de € 2,9 bilhões em julho, enquanto o superávit no comércio de serviços recuou para € 1,5 bilhão, de € 2,4 bilhões.

Na conta financeira da zona do euro não ajustada sazonalmente, o investimento direto e em carteira mostrou fluxo líquido de saída de capital de quase € 1 bilhão em agosto. Os investidores sacaram cerca de € 11,4 bilhões dos mercados de dívida da zona do euro, enquanto aumentaram o volume de ações que detêm em € 21,7 bilhões. As informações são da Dow Jones. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.