Déficit em conta corrente já supera projeção do BC para 2008

Em quatro meses até abril, saldo negativo nas contas externas soma US$ 14 bi; meta do BC é de US$ 12 bi no ano

Agência Estado e Reuters,

26 de maio de 2008 | 10h48

O déficit em transações correntes brasileiro somou US$ 14,068 bilhões no ano até abril, o maior da série histórica, iniciada em 1947. Com isso, o saldo negativo já superou a projeção do Banco Central para 2008 todo, mostraram dados divulgados nesta segunda-feira, 26. A projeção para o déficit no ano é de US$ 12 bilhões.     Segundo o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, o déficit acumulado acabou sendo elevado por causa do resultado de abril, de US$ 3,310 bilhões, quando o saldo da balança comercial foi prejudicado pela redução dos embarques, por problemas nas alfândegas e no transporte dos produtos aos portos. No mesmo período de 2007, as contas externas tiveram superávit de US$ 1,806 bilhão.   Para Lopes, o déficit em conta deve diminuir em maio, mês em que ele espera que o resultado negativo some US$ 1,5 bilhão. Parte deste arrefecimento, de acordo com ele, será gerado pela retomada da situação normal no comércio exterior.   Em 12 meses até abril, o déficit em conta corrente corresponde a 1,08% do Produto Interno Bruto (PIB), ante déficit de 0,71% do PIB em 12 meses até março.   Investimentos   Os investimentos estrangeiros diretos no País somaram US$ 3,872 bilhões no mês passado, ante US$ 3,471 bilhões em igual mês de 2007. O resultado é recorde para meses de abril.   No acumulado de janeiro a abril, o investimento estrangeiro soma US$ 12,671 bilhões, o maior da série histórica do Banco Central, iniciada em 1947. O valor equivale a 2,79% do Produto Interno Bruto (PIB). Para o resultado final de 2008, o BC espera ingresso de US$ 32 bilhões em IED.   Remessas   Já as remessas de lucros e dividendos feitas pelas empresas triplicaram para US$ 3,696 bilhões no mês passado, ante US$ 1,209 bilhão no mesmo período de 2007.   A dívida externa total do País atingiu, em abril, US$ 200,152 bilhões recuando em relação ao US$ 202,633 bilhões verificados em março deste ano. Os dados são estimados pelo Banco Central.

Tudo o que sabemos sobre:
Contas Externas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.