Déficit em conta corrente será de US$ 15 bilhões, diz deputado

O presidente do PSDB e candidato do partido ao Senado por São Paulo, deputado José Aníbal, disse nesta segunda-feira que o déficit do Brasil em conta corrente neste ano será de US$ 15 bilhões. "Conversei com o Fernando Henrique Cardoso na semana passada e foi ele quem me passou este número", disse. Segundo ele, FHC adiantou que o País receberá US$ 16,5 bilhões de Investimento Direto Estrangeiro (IDE) neste ano.Para ele, a balança comercial fechará o ano em pelo menos US$ 7 bilhões com possibilidades de chegar a US$ 8 bilhões. "Só não será um superávit de US$ 11 bilhões porque continuamos comprando da Argentina como antes da crise, mas estamos exportando apenas um terço do que exportávamos antes", disse.Para ele, a especulação com o dólar "é o canto do cisne" e deverá acabar depois das eleições. Aníbal disse ainda que a reforma tributária só será possível diante da reforma fiscal, flexibilização das leis trabalhistas e da reforma previdenciária. O deputado participou hoje de encontro de candidatos ao Senado promovido pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.