Déficit fiscal da Alemanha deve superar 4% do PIB em 2010

O ministro de Finanças da Alemanha, Peer Steinbrueck, afirmou em uma entrevista que espera que o déficit fiscal alemão ultrapasse a marca de 4 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2010, após a aprovação do novo plano de estímulo do país, de 50 bilhões de euros. Steinbrueck disse que a maior economia da Europa deve conseguir respeitar "de alguma maneira", em 2009, o limite de déficit fiscal estipulado pela União Europeia --um máximo de 3 por cento do PIB. "Mas em 2010 nós vamos ficar acima de 4 por cento", afirmou o ministro em entrevista ao Financial Times Deutschland. A União Europeia exige de seus membros que mantenham seus déficits orçamentários em não mais do que 3 por cento do PIB e os países também devem manter o endividamento nacional em até 60 por cento do PIB. A Alemanha descumpriu a regra fiscal por quatro anos seguidos, entre 2002 e 2005. (Reportagem de Kerstin Gehmlich)

REUTERS

14 de janeiro de 2009 | 08h11

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHAFISCAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.