Déficit nas contas dos EUA cresce e derruba o dólar

O déficit em conta corrente norte-americano subiu para US$ 617,1 bilhões em 2004, contra US$ 496,5 bilhões em 2003, refletindo aumento nas importações de petróleo, bens de consumo e outros itens.O resultado mostra que, apesar da desvalorização do dólar frente a outras moedas, os norte-americanos continuaram consumindo bens estrangeiros, como automóveis. O déficit em conta corrente norte-americano corresponde agora a 5,5% do PIB. Em 1996, essa relação era de 1,5%.O número foi mal recebido pelos investidores e o dólar começou uma trajetória de forte queda na comparação com o iene e o euro. No Brasil, o movimento foi inverso: o dólar abriu em queda e passou a se desvalorizar após a informação do Departamento do Comércio dos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.