Déficit nominal sobe para 3,12% do PIB até agosto

O setor público consolidado apresentou déficit nominal de R$ 144,901 bilhões em 12 meses encerrados em agosto, o equivalente a 3,12% do Produto Interno Bruto (PIB), informou nesta segunda-feira, 30, o Banco Central. Nos 12 meses encerrados até julho, o déficit havia sido de R$ 138,720 bilhões, o equivalente a 3,01% do PIB.

ANNE WARTH E EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

30 de setembro de 2013 | 15h49

Nos 12 meses até agosto, o déficit nominal foi composto por um saldo negativo de R$ 100,120 bilhões do Governo Central (Tesouro, Banco Central e INSS), o equivalente a 2,15% do PIB.

Os governos regionais (Estados e municípios) registraram déficit R$ 37,463 bilhões, o equivalente a 0,81% do PIB. Enquanto os Estados registraram um déficit de R$ 31,801 bilhões (0,68% do PIB), os municípios tiveram déficit de R$ 5,662 bilhões (0,12% do PIB). Já as empresas estatais registraram déficit de R$ 7,318 bilhões (0,16% do PIB).

Segundo o BC, no ano, até agosto, o setor público consolidado apresentou déficit nominal de R$ 109,345 bilhões, equivalente a 3,50% do PIB. No mesmo período do ano passado, houve déficit de R$ 73,355 bilhões (2,55% do PIB).

O déficit nominal dos oito primeiros meses do ano foi composto por um saldo negativo de R$ 88,794 bilhões do Governo Central (Tesouro, Banco Central e INSS), equivalente a 2,84% do PIB.

Os governos regionais (Estados e municípios) registraram déficit R$ 18,555 bilhões no período (0,59% do PIB). Enquanto os Estados registraram um déficit de R$ 14,652 bilhões, os municípios tiveram déficit de R$ 3,903 bilhões. Já as empresas estatais registraram déficit nominal de R$ 1,996 bilhão no acumulado até agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
contas públicasBCagosto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.