Déficit orçamentário de Portugal em 2010 é revisado para cima

Elevação deve-se à inclusão de três parcerias público-privadas nas contas estatais 

Reuters,

25 de abril de 2011 | 08h35

O déficit orçamentário de Portugal em 2010 foi revisado de 8,6% para 9,1% do Produto Interno Bruto (PIB), aumentando a pressão sobre o governo interino, que negocia os termos de uma ajuda externa que pode chegar a € 80 bilhões.

A agência de estatísticas INE disse, em comunicado, que revisou o déficit para cima devido à inclusão de três parcerias público-privadas nas contas estatais. Segundo a INE, as mudanças no déficit incluem revisões feitas pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat, nas contas públicas de Portugal. As revisões foram aceleradas por causa do pedido de resgate.

O déficit estimado inicialmente para 2010 já estava acima da meta do governo, de 7,3%.

A revisão significa que a dívida total portuguesa aumentou em 2010, de 92,4% para 93% do PIB, de acordo com a INE.

Portugal pretende reduzir o déficit para 4,6% do PIB neste ano. (Axel Bugge)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROPORTUGALDEFICIT*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.