Déficit recorde dos EUA faz dólar cair ante euro

O dólar iniciou a semana em baixa frente ao euro. Trata-se de uma reação dos investidores à divulgação do déficit comercial dos Estados Unidos no mês de abril, apontando um novo recorde de US$ 48,33 bilhões. O rombo foi muito maior do que o projetado por economistas e evidenciou os problemas estruturais que reduzem o valor do dólar.Resultado disso é que os EUA terão de atrair cerca de US$ 1,5 bilhão de investidores externos para equilibrar a sua conta corrente. Além disso, o dado sugere que mais dólares deverão ser convertidos em outras moedas nos próximos meses para pagar pelas importações de mercadorias. "Foi bem pior do que o esperado e é um lembrete das dificuldades do dólar no prazo médio", afirmou o estrategista-sênior para moedas do PNB Paribas, Robert Lynch.Instantes atrás, o euro era cotado a US$ 1,2066, após ter atingido a máxima durante o período de negócios de US$ 1,2079. O dólar caiu para 110,02 ienes, no pior momento dessa manhã, de 110,22 ienes na sexta-feira. Mas resistia ante o iene, recuperando-se da mínima, e era cotado a 110,79 ienes instantes atrás. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

14 de junho de 2004 | 11h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.