Definição do preço do barril de petróleo ainda está em fase técnica, diz Lula

Assunto também foi mencionado pela ministra-chefe da Casa Civil, que disse não acreditar em uma definição até o final desta semana

Leonardo Goy, da Agência Estado,

26 de agosto de 2010 | 13h28

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira, 26, que "ainda tem uma fase de discussão técnica" para definir o preço do barril do petróleo que será usado no processo de capitalização da Petrobras. O presidente fez essa rápida declaração à imprensa ao ser indagado por repórteres sobre o preço do barril do petróleo, após participar da cerimônia de assinatura do contrato de concessão da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA).

Pouco depois, em entrevista à imprensa, a ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, afirmou que ainda faltam detalhes técnicos para que o presidente Lula possa tomar uma decisão final. "Ainda estamos na fase de aprofundar as avaliações técnicas para levar ao presidente subsídios firmes para ele bater o martelo. Não temos definição técnica suficiente para ele decidir", disse ela, relembrando que os dois laudos apresentados - o da Petrobras e o da Agência Nacional do Petróleo (ANP) - têm "divergências" que o governo está tentando, por meio do aprofundamento das conversas, fazer convergir.

Erenice disse não acreditar na possibilidade de o preço do barril do petróleo a ser usado na capitalização da Petrobras ser fechado até o final desta semana. "Eu acho que na sexta não fechamos", disse a ministra. Segundo ela, ainda não há nenhum valor definido e qualquer preço que esteja sendo mencionado "é mera especulação, não tem fundamento, nem consistência". A afirmação foi feita ao ser questionada sobre informações de que o preço final ficaria em US$ 8,00 por barril.

Quanto à possibilidade de a avaliação ser fechada na próxima segunda-feira, Erenice não foi precisa. "Se tivermos condições e dados para fechar na segunda-feira, fechamos. Se não, não fechamos". A ministra afirmou que o governo continua tentando cumprir o cronograma segundo o qual a capitalização da Petrobras será concluída até 30 de setembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.