Definição para o pré-sal sai até fim de novembro, diz Dilma

Ministra da Casa Civil anuncia nova previsão e traz novo adiamento do governo em relação à conclusão

Leonardo Goy, da Agência Estado,

28 Outubro 2008 | 15h54

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse nesta terça-feira, 28, que o debate sobre a proposta de um novo marco regulatório para o setor de petróleo, tendo em vista a futura exploração da camada pré-sal, deve ser concluído até o fim de novembro. A previsão, feita pela ministra durante palestra no 3º Encontro Nacional da Indústria, representa um novo adiamento em relação ao que vinha sendo dito dentro do governo.   Veja também: Baixa do petróleo dificulta investimentos no pré-sal, diz especialista O caminho até o pré-sal    A última previsão era de que a proposta de nova regulamentação seria apresentada logo após o segundo turno das eleições municipais. Dilma afirmou que o conceito central das mudanças no marco regulatório do setor é o de aumentar a participação da União na receita com a exploração do petróleo.   Isso se deve, segundo ela, principalmente ao fato de que os investidores que exploram a camada do pré-sal lidam com o risco de insucesso inferior ao observado em outros campos petrolíferos. "O pré-sal tem 80% de chance de sucesso e, além disso, tem um petróleo de melhor qualidade", disse. Segundo a ministra, nos campos em outras regiões fora do pré-sal, a chance de sucesso a cada perfuração é bem menor, de 20% a 40%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.