Delegação de Morales chegará atrasada a Brasília

A visita oficial do presidente da Bolívia, Evo Morales, ao Brasil está envolvida em um ambiente de pouca sorte. As chuvas que impediram Evo de cumprir o protocolo na chegada ao Palácio do Planalto (revista à tropa e subida da rampa), também atrasaram a chegada a Brasília do avião reservado a uma boa parte da delegação boliviana. Estão nesse vôo, cinco ministros, o presidente da Yacimientos Petrolíferos Fiscales de Bolívia (YPFB) e o embaixador do Brasil em La Paz, Frederico Araújo. Essa situação deverá atrasar a agenda do presidente boliviano em Brasília. Em princípio sua delegação deverá chegar apenas às 14h30, o que poderá trazer prejuízo para os acordos de cooperação que devem ser assinados nas áreas agrícola, de defesa, de migrações e de controle da aftosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.