finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Delfim ironiza anúncio da Petrobras, após falta de gás

O economista Delfim Netto, ex-ministro da Fazenda e professor da Universidade de São Paulo (USP), ironizou hoje a notícia divulgada pela Petrobras sobre a qualidade e o volume da descoberta de petróleo na Bacia de Santos. "O anúncio foi muito conveniente após o problema do gás, reacendeu o entusiasmo", disse em entrevista após palestra no evento Expo Money, no Rio.Apesar de acreditar que o anúncio ocorreu, hoje, para apagar a má impressão causada pelos problemas de abastecimento de gás da semana passada, Delfim Netto afirmou que "o meu conhecimento mostra que é uma descoberta extremamente importante, de um óleo de qualidade muito boa, que vai aumentar muito as reservas brasileiras".No entanto, alertou que o óleo está a seis quilômetros de profundidade, o que, segundo ele, leva à necessidade de que a Petrobras prossiga no desenvolvimento tecnológico e "se mantenha protegida de toda política para chegar a esse petróleo".Em palestra realizada antes da entrevista, Delfim Netto já havia feito referência ao anúncio de hoje da estatal, lembrando que a auto-suficiência brasileira do petróleo contribui para a eliminação da vulnerabilidade externa do País. "Quando eu era ministro da Fazenda, 48% das nossas exportações eram para pagar o petróleo, hoje somos credores", afirmou. Para ele, a auto-suficiência no petróleo é uma "mudança estrutural" importante na economia brasileira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.