Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Dell estréia no varejo brasileiro com o Wal-Mart

Empresa diz, porém, que continua com modelo de venda direta

Renato Cruz, O Estadao de S.Paulo

28 de setembro de 2007 | 00h00

A Dell começou ontem a vender seus computadores nas lojas brasileiras da rede Wal-Mart. A fabricante americana ficou conhecida mundialmente por seu modelo de venda direta, por telefone ou pela internet. É a primeira vez que seus PCs serão vendidos no varejo no País. ''''O Brasil é o quarto mercado do mundo para computadores'''', afirmou Daniel Neiva, gerente de Vendas da Dell. ''''A Dell está aqui para ser líder.''''Atualmente, a empresa está atrás da Positivo e da HP no Brasil, apesar de ser a primeira no mercado corporativo. Acontece que o mercado que mais cresce no País é o doméstico, principalmente entre pessoas que nunca tiveram computador. Não é fácil vender pela internet para consumidores com esse perfil. ''''O modelo de venda direta não era suficiente'''', disse Ivair Rodrigues, diretor de Estudos de Mercado da consultoria IT Data. ''''Vender para o varejo é complicado, as margens são menores. Mas a Dell deve incomodar muita gente.''''Neiva, da Dell, fez questão de destacar que não se trata de uma mudança de modelo de vendas. As vendas diretas funcionam bem para consumidores que procuram trocar o computador. ''''É um canal a mais'''', disse. ''''Esse é somente o primeiro passo da Dell no varejo.''''A ida da Dell para o varejo começou antes lá fora. Nos Estados Unidos, os computadores da empresa chegaram às lojas do Wal-Mart em maio. A empresa também fechou acordos com varejistas no Japão, no Reino Unido e na China. A parceria anunciada ontem com o Wal-Mart vale também para o México.No Brasil, serão vendidos dois modelos de PCs em 114 lojas do Wal-Mart, com as bandeiras Wal-Mart Supercenter, Big, Hiper Bompreço e Sam''''s Club. ''''A Dell vai aprender sobre o varejo brasileiro com essa parceria'''', afirmou José Eduardo Cabral, vice-presidente comercial do Wal-Mart. Segundo o executivo, a parceria prevê 30 dias de exclusividade.A idéia da Dell é ampliar seu público. ''''Existem clientes que não se sentem confortáveis em comprar pela loja online ou pelo 0800, e agora têm outra opção para comprar nossos computadores'''', explicou Neiva. ''''Também vamos levar nossos notebooks para o varejo.''''A IT Data estima que a venda de computadores este ano no Brasil chegará a 10,1 milhões, um avanço de 23% sobre 2006. ''''É uma das categorias de produtos com maior crescimento'''', disse Cabral. Até agosto, as vendas de PCs do Wal-Mart aumentaram 80%.Mais informações no site http://link.estadao.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.