Delta Air Lines tem prejuízo de US$ 186 milhões

A companhia aérea norte-americana Delta Air Lines Inc. teve um prejuízo líquido de US$ 186 milhões (US$ 1,54 por ação) no segundo trimestre, encerrado em 30 de junho de 2002, ante um prejuízo de US$ 90 milhões (US$ 0,76) no mesmo período do ano passado. A receita no trimestre caiu para US$ 3,47 bilhões, de US$ 3,77 bilhões em 2001.O resultado do período inclui perdas totalizando US$ 24 milhões (US$ 0,20 por ação), relacionadas com o ajuste de norma contábil SFAS 133, para instrumentos derivativos e excedente de pilotos e aeronaves. Excluindo esses itens, o prejuízo foi de US$ 162 milhões (US$ 1,34 por ação).O prejuízo operacional da Delta Air Lines de US$ 1,34 por ação no segundo trimestre veio abaixo da estimativa da Thomson First Call que era de US$ 1,39 por ação no segundo trimestre. Para o terceiro trimestre, a Delta espera que sua capacidade decline de 3% a 4%.A companhia disse que continua incorrendo em custos temporários com pessoal em terra e excesso de pilotos, com treinamento de requalificação e custos de realocação de pilotos, resultante das reduções de capacidade implementadas em novembro. Esses custos, que totalizaram US$ 15 milhões no segundo trimestre, deverão ser de US$ 61 milhões em 2002.A Delta encerrou o segundo trimestre com uma liquidez total de US$ 2,8 bilhões, composta de US$ 1,8 bilhão em caixa e posição de liquidez no curto prazo de US$ 1 bilhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.