Delta tem lucro de US$ 184 milhões; Continental, de US$ 79 milhões

A Delta Air Lines, terceira maior companhia aérea dos Estados Unidos, fechou o segundo trimestre com lucro líquido de US$ 184 milhões ou US$ 1,40 por ação, após prejuízo de US$ 186 milhões ou US$ 1,54 por ação no mesmo período de 2002. Excluindo benefícios de US$ 421 milhões, a companhia obteve prejuízo de US$ 237 milhões ou US$ 1,95 por ação. Entre os benefícios, estão US$ 251 milhões relativos ao programa de ajuda do governo dos EUA às companhias aéreas. Analistas previam prejuízo maior quando excluído os benefícios, de US$ 2,08 por ação. As receitas caíram 4,8%, para US$ 3,31 bilhões no período. Continental Airlines A Continental Airlines anunciou seu primeiro lucro trimestral em cerca de um ano e meio, de US$ 79 milhões ou US$ 1,10 por ação no segundo trimestre, incluindo US$ 111 milhões em reembolso relativo ao pacote de ajuda do governo as companhias aéreas e despesas de US$ 8 milhões. O resultado supera as previsões dos analistas de lucro de US$ 0,69 por ação. Excluindo tais ítens extraordinários, a companhia obteve prejuízo de US$ 0,37 por ação, inferior aos US$ 0,83 previsto pelos economistas. A quinta maior companhia aérea dos EUA disse, no entanto, ter sentido os efeitos negativos da guerra no Iraque, da Sars e da elevação no preço dos combustíveis. No segundo trimestre do ano passado, a Continental registrou prejuízo de US$ 139 milhões ou US$ 2,18 por ação. As receitas subiram 1,1%, para US$ 2,22 bilhões, diante a elevação de 46,2% nas receitas com transporte de cargas, correspondência e outras receitas. As receitas com passageiros caíram 1,7%, para US$ 2 bilhões. A capacidade das linhas recuaram 6,8%, em grande parte por conta da suspensão de muitos vôos internacionais. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.