Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Demanda de petróleo deve crescer 1,94% em 2006

Uma perspectiva melhor em relação à economia mundial fez com que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) revisasse em alta sua previsão de crescimento da demanda de petróleo em 2006 para 1,94% em relação a 2005, com uma média de 84,83 milhões de barris diários (mb/d). O relatório mensal do mercado foi divulgado hoje em Viena.Estes dados da Opep contrastam com os da Agência Internacional de Energia (AIE), que na terça-feira passada previu um aumento das compras de petróleo para este ano de 2,2% e uma média total de 85,1 mb/d. Além disso, os especialistas da Opep afirmaram que a demanda de seu próprio petróleo se mantém em uma média anual de 28,7 mb/d, frente a uma capacidade de produção dos onze países membros do grupo de 33,5 mb/d.A demanda petrolífera de 2005 cresceu em 1,1 mb/d (1,4%), até uma média total de 83,21 mb/d, 11.000 barris a menos que o previsto em dezembro. Estes dados não são definitivos, já que foram calculados com dados dos dez primeiros meses do ano e com previsões para novembro e dezembro em apenas 80% dos países consumidores, afirmam os analistas da Opep.DemandaO relatório afirma que a demanda do petróleo da Opep no primeiro trimestre do ano chegará a 30,1 mb/d, e no segundo cairá até 27,7 mb/d devido ao aumento das temperaturas no hemisfério norte. No terceiro trimestre do ano, a demanda petrolífera voltará a subir até 28,2 mb/d, como resultado da temporada de férias na Europa e Estados Unidos, e no quarto trimestre aumentará para 28,7 mb/d.Os produtores de petróleo que não pertencem à Opep chegarão a extrair em média 51,5 mb/d por ano, 1,4 mb/d a mais que em 2005, afirma o cartel com sede central em Viena. Esse aumento se deve, principalmente, a uma revisão em alta da produção no Brasil, Rússia e outros países em desenvolvimento, enquanto a extração cairá na Europa Ocidental, segundo os especialistas da Opep afirmam em seu relatório.

Agencia Estado,

20 de janeiro de 2006 | 12h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.