Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Demanda doméstica da Gol cresce 5,4% em novembro

Crescimento deve-se ao tráfego maior durante os feriados de Finados e Proclamação da República 

Agência Estado,

12 de dezembro de 2011 | 10h55

SÃO PAULO - A Gol registrou um crescimento de 5,4% na demanda doméstica em novembro na comparação com igual mês do ano passado. O crescimento, explica a empresa, deve-se ao maior volume de tráfego durante o período dos feriados de Finados e Proclamação da República. Na comparação com o mês anterior, houve queda de 4,9%, devido ao menor número de dias operados e sazonalidade.

O mercado internacional da Gol, por sua vez, apresentou queda de 18,5% em novembro ante igual mês do ano passado. O recuo na demanda internacional é explicado pela companhia por fatores como devolução de três aeronaves do modelo B767 que operavam fretamentos internacionais; descontinuidade da operação para Bogotá (Colômbia); e variação cambial.

Em relação a outubro, a demanda internacional ficou 10% menor por conta da sazonalidade e menor número de dias operados entre os meses.

A oferta do sistema total da Gol apresentou crescimento de 6,0% em novembro na comparação anual, principalmente devido à produtividade das aeronaves (cerca de 13,5 horas-bloco diárias em novembro de 2011 ante 13,1 há 12 meses), e novos voos (Punta Cana, Santiago, Fortaleza, Rio Branco e La Paz). Em relação ao mês de outubro ocorreu queda de 1,9%.

Em novembro, a Gol apresentou uma taxa de ocupação no sistema total de 62,9%, queda de 1,8 ponto porcentual na comparação anual e de 2,3 pontos com o mês anterior, respectivamente. O yield da Gol ficou entre R$ 0,21 e R$ 0,215.

Tudo o que sabemos sobre:
Goldemanda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.