Demanda forte faz rateio de ações da BM&F ficar em R$ 1.820

Pedidos de empregados das corretoras foram atendidos integralmente até R$ 5 mil, ou 250 ações

Rodolfo Barbosa, da Reuters,

29 de novembro de 2007 | 10h50

A Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia informou na manhã desta quinta-feira, 29, que os pedidos de reserva de ações da Bolsa de Mercadorias & Futuros feitos por investidores de varejo classificados como "com prioridade" foram atendidos integralmente até o valor de R$ 1.820, correspondentes a 91 ações ordinárias.   "Quem fez pedido de reserva de ações entre R$ 5 mil (mínimo) e R$ 300 mil (máximo), foi atendido com R$ 1.820", informou a assessoria da CBLC.   Já os pedidos dos empregados das corretoras foram atendidos integralmente até R$ 5 mil, ou 250 ações, e sobre o restante foi aplicado um rateio de 40,347%, informa a CBLC.   O preço estabelecido por ação foi de R$ 20, de acordo com dados da Comissão de Valores Mobiliários divulgados na noite de quarta-feira.   A oferta pública de ações da BM&F é de cerca de R$ 6 bilhões e esse valor a torna a segunda maior da história no Brasil, atrás apenas da abertura de capital da Bovespa Holding no mês passado, que levantou R$ 6,6 bilhões. As ações da BM&F, quarta maior bolsa de futuros do mundo, começam a ser negociadas na sexta-feira, na última das ofertas públicas mais aguardadas do ano, que incluíram Bovespa Holding e Redecard.   De acordo com o analista Hamilton Moreira, do BB Investimentos, a demanda de investidores individuais para reserva de ações da BM&F superou em quatro vezes o volume de 62 mil interessados na oferta da Bovespa Holding. No lado institucional, a demanda foi 8 a 10 vezes maior que o volume de ações oferecido.   A oferta de ações da BM&F teve trajetória quase idêntica à da Bovespa Holding. Ambas tiveram sua faixa de preço elevada pouco antes da estréia em decorrência da forte demanda gerada por expectativas de valorização no curto prazo.   Contudo, no caso da Bovespa Holding, os pedidos de varejo foram atendidos integralmente até 12 mil reais. Na estréia, os papéis da empresa conseguiram valorização de mais de 50 por cento.   Foi essa expectativa de forte alta logo na estréia que muitos investidores, e também quem nunca havia investido no mercado acionário, passaram a fazer pedidos de reservas das ações da BM&F.

Tudo o que sabemos sobre:
IPO da BM&F

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.