Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Demanda interna por bens industriais recua 0,3% em janeiro, diz Ipea

Na comparação com janeiro do ano passado, o indicador avançou 6,8%; em 12 meses, o crescimento é de 4,0%

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

08 Março 2018 | 12h57

RIO - O consumo de bens industriais recuou no primeiro mês do ano, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea mensal de Consumo Aparente (CA) de bens industriais recuou 0,3% em janeiro ante dezembro.

+ Meirelles afirma que protecionismo não aumentou competitividade de produtos brasileiros

O indicador é obtido através da produção industrial doméstica mais as importações, excluídas as exportações. No trimestre móvel terminado em janeiro, porém, o resultado permanece positivo, alta de 1,8%.

Entre os componentes do consumo aparente, a produção doméstica líquida das exportações recuou 0,7% na passagem de dezembro para janeiro, enquanto as importações de bens industriais cresceram 5,8%.

+ Brasil tem maior expansão de produção de veículos entre principais mercados

Na comparação com janeiro do ano passado, o indicador avançou 6,8%. Em 12 meses, o crescimento acumulado é de 4,0%.

A demanda por bens industriais mantém o ritmo de crescimento mais intenso que o da produção industrial nacional medida pela Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física (PIM-PF) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ressaltou o Ipea, em nota.

Com relação às classes de produção, a extrativa mineral foi o destaque negativo, recuando 14,1% em janeiro ante dezembro, após uma alta de 5% no mês anterior. A demanda por bens da indústria de transformação avançou 1,9% na passagem de dezembro para janeiro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.