Demanda mundial por voos enfrenta desaceleração

Em junho, a demanda por viagens de avião no mundo perdeu seu ritmo de crescimento. A expansão em comparação a 2010 foi de apenas 4,4%. Hoje, aviões estão voando com 20% de seus lugares vagos, em média. O transporte de carga caiu 3% e está 6% abaixo de seu pico. Entre maio e junho deste ano, a queda foi de 1%. "A desaceleração reflete um crescimento econômico menor e uma alta no custo diante dos preços de combustível", afirmou a Iata. No transporte de bens, não há um crescimento no setor aéreo desde agosto de 2010.

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2011 | 00h00

Para o diretor-geral da Iata, Tony Tyler, a indústria aérea tem vivido realidades diferentes, dependendo da região. "O padrão de crescimento regional está mudando", disse. A expansão desacelerou na China e no Oriente Médio. Já a taxa na América Latina é a maior do mundo, enquanto os Estados Unidos continuam crescendo abaixo de sua capacidade. Tyler alerta ainda que o custo de combustível, em níveis muito altos, pode ameaçar a rentabilidade da indústria no segundo semestre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.